Sobre hoje

Nem todos os dias são dias bons. É normal, dizem, assim nós acedemos como verdade.

Estamos fechados, não podemos fazer muitas das atividades que gostamos e estamos confinados a aguentar como podemos. Frustração, ansiedade, stress e vontade de desistir serão recorrentes e ainda a acompanhar com produtividade zero, o que gera ainda mais desconforto. Porque é normal, não podemos querer que não seja, tudo mudou.

Muitos mantêm o trabalho, os miúdos tentam manter as rotinas escolares, mas é tudo diferente. Não podemos fazer as coisas como gostaríamos e quando gostaríamos, partilhamos espaços de lazer com espaços de trabalho, partilhamos emoções e dizeres dos mais obscuros. Torna-se uma partilha saudável por vezes, uma partilha debilitante por outras.

O melhor é que dias não bons não são todos nem duram, “não mate nem deixe morrer a esperança” ouvi, e é assim!

Não há como ser bom nem normal, será apenas dentro do possível. É giro ouvir e falar de motivação e força, mas vai chegar a todos, já me chegou, já partiu, poderá voltar.

Quero que não seja tabu, quero que as pessoas deixem de esconder o que as desconcentra, quero que se admita e partilhe. Faça por si e permita fazer pelos seus. Não se exija demais, corresponda com o que puder. Em outros dias fará mais, fará melhor, será mais e também melhor. Não exija demais!

Partilhem, ouçam, ajudem-se e permitam-se estar presentes para todos e principalmente para si mesmos! Não se exijam, não se debilitem, correspondam com o corpo e mente. Sejam felizes!

Últimos artigos

Telesono

Hoje é segunda feira, a bem-dita temerosa segunda- feira. Mesmo estando a trabalhar de casa continua a...

São só nuvens!

Ultimamente tenho reparado muito nas nuvens. Nunca me tinha acontecido, mas agora parece que todos os dias...

Sobre hoje

Nem todos os dias são dias bons. É normal, dizem, assim nós acedemos como verdade.

Olhe por si!

Hoje de manhã ao levantar-me olhei ao espelho e vi a cara de um estranho a olhar para mim. O cabelo estava...
Artigo anteriorOlhe por si!
Próximo artigoSão só nuvens!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here